Teratoma de ovário: o que é, tipos, sintomas e tratamento (2023)

Tempo estimado de leitura: 4 minutos.

Share on TwitterShare on FacebookShare on PinterestShare on WhatsAppShare on Telegram

Índice

1.Introdução

3.Sintomas

3.1.Encefalite anti-receptor NMDA

4.Diagnóstico

5.Tratamento

5.1.Teratoma maduro

(Video) O que é um Teratoma No Ovário?

5.2.Teratoma imaturo

6.Referências

Introdução

O teratoma é um tumor, quase sempre benigno, que costuma ter origem nas células germinativas dos ovários ou dos testículos.Na maioria dos casos, a remoção cirúrgica do tumor é o único tratamento necessário, sendo rara a recidiva da lesão.

Por ser um tumor germinativo, ele pode ser formado a partir das células totipotentes que dão origem a todas as ordens de células necessárias para formar tecidos maduros e estruturas do nosso organismo. Não é incomum, portanto, que um teratoma seja um tumor de aparência bizarra, contendocabelo, dentes, pele, ossos e tecido neural.

O que é um teratoma?

O teratoma é um dos vários tipos de tumor que surgem a partir das células germinativas dos ovários ou dos testículos, que são as células que dão origem aos óvulos e aos espermatozoides. Além do teratoma, outros exemplos de tumores germinativos são:disgerminoma,tumor do saco vitelino, coriocarcinoma e carcinoma embrionário.

Os tumores germinativos costumam surgir dentro das gônadas, ou seja, nos ováriosou nos testículos, mas podem também aparecer em outras partes do corpo, como no mediastino (região da caixa torácica entre os pulmões), retroperitônio(parte de trás da cavidade abdominal) e na regiãosacrococcígea (porção final dacoluna vertebral). Os tumores de células germinativas que surgem fora das gônadas são mais comuns em crianças e costumam ser causados por má-formações durante o desenvolvimento do embrião.

O teratoma é tipo mais comum de tumor germinativo e costuma surgir em mulheres jovens, com menos de 30 anos.

Existem basicamente três tipos de teratoma:

  • Teratoma maduro: também chamado de cisto dermoide, corresponde a mais de 95% dos teratomas e costuma ser um tumor benigno.
  • Teratoma imaturo: também chamado de teratoma maligno, é a forma maligna do teratoma e corresponde a apenas 1% dos teratomas do ovário.
  • Teratoma altamente especializado: o tipo mais comum costuma ser ostruma ovarii,que é um tumor de ovário formado por tecido da tireoide.

O motivo pelo qual os teratomas surgem ainda é desconhecido.

Teratoma maduro – Cisto dermoide

Praticamente todos os casos de teratoma são do tipo maduro, especialmente aqueles que surgem nos ovários.

A maior parte dos teratomas maduros tem aparência de um cisto, motivo pelo qual também são chamados de cisto dermoide(explicamos todas as causas de cisto no ovário no seguinte artigo: CISTO NO OVÁRIO – Sintomas e Tratamento). Ocasionalmente, os teratomas maduros podem ser lesões sólidas, como na imagem mais abaixo.

Os cistos dermoides são tumores benignos, comuns nos ovários, mas raros nos testículos. Cerca de 1/4 dos tumores de ovário são teratomas maduros. Entre as mulheres de 20 a 40 anos, o cisto dermoide é responsável por até 70% dos tumores ovarianos. Já no sexo masculino, menos de 5% dos tumores de testículo são teratomas puros (leia: CÂNCER DE TESTÍCULO – Fatores de Risco, Sintomas e Tratamento).

(Video) TERATOMA MADURO DO OVÁRIO (CISTO DERMOIDE): Saiba como faz o DIAGNÓSTICO e se precisa de CIRURGIA!

O teratoma maduro costuma ser composto por vários tecidos diferentes, podendo o tumor apresentar pele, cabelo, dentes, glândulas sebáceas, pele e tecidos de vários órgãos, incluindo vias urinárias, sistema gastrointestinal, sistema nervoso e pulmões.

Teratoma de ovário: o que é, tipos, sintomas e tratamento (1)

Raramente, o teratoma maduro pode se transformar em um câncer. A transformação maligna ocorre em apenas em 0,5 a 2% dos casos.

Teratoma imaturo

O teratoma imaturo, que é a forma maligna, é um tumor raro, que representa apenas 1% dos teratomas de ovário.Eles são chamados de imaturos porque as células cancerígenas estão em um estágio muito inicial de desenvolvimento.

Os teratomas imaturos do ovário são geralmente diagnosticados em meninas e em mulheres jovens com menos de 20 anos.

O teratoma maligno é habitualmente classificado conforme o grau de diferenciação das suas células. O teratoma grau I é o mais bem diferenciado e apresenta uma evolução mais lenta, com menor risco de metastização. Já o grau III é mais indiferenciado e apresenta um comportamento mais agressivo.

Teratoma altamente especializado –Struma ovarii

Essa forma de teratoma também é rara e surge quando o tumor é composto majoritariamente por um único tipo de tecido.

O Struma ovarii, por exemplo, é um teratoma predominantemente composto por tecido da glândula tireoide, com capacidade de produzir hormônios tireoidianos e provocar hipertireoidismo.

O Struma ovarii é incomum, correspondendo a apenas 3% dos teratomas ovarianos. A maioria dos casos é benigna, havendo raros episódios de transformação maligna.

Sintomas

A maioria dos teratomas de ovário não provoca sintomas e acaba sendo diagnosticado acidentalmente durante a realização de um exame de imagem de rotina, como uma ultrassonografia pélvica. A sua taxa de crescimento é lenta, não ultrapassando os 2 mm por ano. Eles podem surgir em apenas um ou ambos ovários.

Apesar de terem crescimento lento, como são assintomáticos, ao longo dos anos, os teratomas podem se tornar grandes tumores, alguns deles com mais de 10 cm de diâmetro. Quanto mais o tumor cresce, maior é o risco de haver complicações, sendo a torção do ovário a mais comum delas. Outra complicação possível é ruptura do cisto.

Quando os sintomas estão presentes, eles costumam incluir: dor abdominal, massa palpável na região pélvica ou sangramento uterino anormal. Sintomas da bexiga, distúrbios gastrointestinais e dores nas costas são menos frequentes, mas podem ocorrer em alguns casos. Quando a dor abdominal está presente, ela geralmente é constante e varia de leve a moderada em intensidade.

Nos casos em que há torção do ovário ou ruptura aguda do cisto, uma dor abdominal e pélvica intensa costuma surgir e faz com que a paciente procure atendimento médico rapidamente.

Nos casos de Struma ovarii, até 35% das pacientes desenvolvem sintomas de hipertireoidismo.

Encefalite anti-receptor NMDA

A encefalite com anticorpos anti-NMDA é uma forma de inflamação do cérebro de origem autoimune descrita pela primeira vez em 2005. Em 2007, confirmou-se que uma das causas dessa forma de encefalite eram os teratomas, tanto maduros quanto imaturos. Até o momento, existem cerca de 1000 casos descritos.

(Video) Peça de ovário normal e teratoma ovariano

Em 70% dos casos, o quadro inicia-se como uma síndrome gripal, com sintomas de dor de cabeça, febre, mal-estar, mialgia, sintomas respiratórios superiores, náuseas e diarreia. Após essa fase, inicia-se um quadro de mudança de comportamento e sintomas psicóticos, tais como delírios, alucinações e paranoia.

A remoção cirúrgica do teratoma é o tratamento mais eficaz.

Diagnóstico

Os teratomas apresentam um aspecto bem característico ao exame de ultrassonografia, sendo esta a forma mais simples de se fazer o diagnóstico. Nos casos duvidosos, a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética podem ser utilizadas. O diagnóstico definitivo, porém, é somente feito no momento da excisão cirúrgica da lesão.

Tratamento

Teratoma maduro

A remoção cirúrgica da lesão é o tratamento indicado para os teratomas maduros. O objetivo é retirar apenas o tumor, preservando o(s) ovário(s). A cirurgia pode ser feita por via aberta (laparotomia) ou por laparoscopia.

A cirurgia visa impedir que surjam complicações e evitar os raros casos em que há transformação maligna do teratoma. A recorrência do tumor após a cirurgia é incomum.

Teratoma imaturo

Nos teratomas malignos grau I, que estão restritos ao ovário, a remoção cirúrgica é o único tratamento necessário.

Já nos casos em que o tumor é mais agressivo e já há invasão para além dos ovários, 3 ou 4 ciclos de quimioterapia costumam ser indicados após o tratamento cirúrgico. Mesmo nesses casos ainda há chance de cura e a fertilidade costuma ficar preservada.

Referências

Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

FAQs

O que causa teratoma no ovário? ›

O que causa o teratoma

O teratoma surge desde o nascimento, sendo causado por uma mutação genética que acontece durante o desenvolvimento do bebê. No entanto, esse tipo de tumor cresce muito lentamente e, muitas vezes, só é identificado durante a infância ou a idade adulta, num exame de rotina.

Quais os riscos de um teratoma? ›

A taxa de crescimento do teratoma é lenta, chegando a 2 milímetros por ano. Por isso, a maior parte dos casos é diagnosticada antes de apresentar sintomas. Mas quanto maior ele fica, maior o risco de complicações como torção do ovário ou ruptura do cisto.

Quais são os tipos de teratomas? ›

Existem basicamente três tipos de teratoma: Teratoma maduro: também chamado de cisto dermoide, corresponde a mais de 95% dos teratomas e costuma ser um tumor benigno. Teratoma imaturo: também chamado de teratoma maligno, é a forma maligna do teratoma e corresponde a apenas 1% dos teratomas do ovário.

Como é feita a cirurgia de retirada de teratoma no ovário? ›

A cirurgia para a retirada do teratoma deve ser realizada por métodos minimamente invasivos, como a laparoscopia ou a cirurgia robótica. A cirurgia convencional, com um corte no abdome semelhante ao da cesárea apresenta maiores taxas de complicações e por isso deve ser evitada.

Como saber se um teratoma é benigno? ›

Eles podem, no entanto, ser malignos, dependendo da maturidade e de outros tipos de células que podem estar envolvidos. Teratomas benignos tendem a crescer de forma agressiva, embora não se propaguem, enquanto os teratomas malignos tendem a crescer de forma agressiva e se espalhar para outras partes do corpo.

Porque teratoma tem dente e cabelo? ›

Teratoma pode ter dentes, cabelos e até unhas

Ele acontece por uma diferenciação de parte das células dos ovários, chamadas de germinativas, que se proliferam de forma desordenada e, quando maligno, corresponde a um câncer de ovário e exige tratamento específico.

Quem tem teratoma menstrua? ›

O teratoma não tem relação direta com atraso menstrual. Teratoma é um tumor germinativo formado por um ou mais tecidos embrionários, geralmente encontrado no ovário ou testículos em adultos e na região sacrococcígea em crianças.

Qual o valor de uma cirurgia para retirada de teratoma? ›

O valor do procedimento varia de acordo com o hospital e características do paciente. Em geral, essa cirurgia pode custar entre 10 e 60 mil reais.

Quem tem teratoma pode fazer academia? ›

Massas pélvicas acima de 6 cm de diâmetro estão sujeitas à torção levando a um quadro de dor abdominal aguda com necessidade de cirurgia de urgência, por isso NÃO se deve realizar exercícios pois pode facilitar a torção.

Qual o tratamento para cisto dermoide no ovário? ›

O tratamento é cirúrgico e visa confirmar a benignidade da lesão no ovário, evitar que o crescimento da lesão danifique ainda mais o seu ovário e melhorar sintomas como dor pélvica. Não existe tratamento medicamentoso para o cisto dermoide. O tratamento sempre é cirúrgico.

Qual o valor de uma cirurgia para tirar um cisto no ovário? ›

Honorários médicos normalmente em torno de 5 a 6 mil reais. A depender do caso do paciente, aqui no nosso estado (Piauí), custa em torno dos R$ 7500,00 já incluido internação, equipe de cirurgia e anestesista.

Quando operar teratoma? ›

Sim, toda vez que há a suspeita de teratoma de ovário é necessário a cirurgia. Isso porque existe uma suspeita através de exames de imagem como ressonância magnética ou ultrassom de que seja um tumor benigno de ovário, como o teratoma, mas o diagnóstico definitivo, só com a cirurgia.

Quem tem teratoma pode engravidar? ›

Em relação a fertilidade feminina, o teratoma no ovário não impede a mulher de engravidar. Entretanto, recomenda-se retirar o teratoma antes de engravidar. Isso porque as alterações hormonais do período gestacional podem estimular o crescimento do tumor e colocar a gravidez em risco.

O que é um teratoma no ovário? ›

O teratoma cístico ovariano maduro constitui neoplasia derivada de células germinativas e apresenta tecidos bem diferenciados provenientes dos três folhetos embrionários. É comum em mulheres jovens, sendo freqüentemente unilateral.

Como diagnosticar teratoma? ›

Diagnóstico. Teratomas são facilmente identificados em ultrassonografias, que é a forma mais simples de diagnóstico da doença. Para situações duvidosas de identificação dos teratomas podem ser feitos exames de imagem mais complexos, como ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

Como é um cisto teratoma? ›

O teratoma maduro é o tumor de ovário de células germinativas mais frequente. É um tumor benigno que geralmente afeta mulheres em idade reprodutiva. É muitas vezes chamado de cisto dermoide. Esses tumores ou cistos podem conter diferentes tipos de tecidos benignos, incluindo, osso, cabelo e dentes.

Quantos dias de atestado para cirurgia de cisto no ovário? ›

Qual o tempo de repouso após cirurgia de cisto no ovário? Recomenda-se o afastamento do trabalho, atividades físicas intensas e relação sexual por 15 dias. Após a cirurgia, é recomendada a deambulação precoce para evitar tromboses.

Qual a chance de um teratoma ser maligno? ›

O teratoma é considerado um tumor raro, quase sempre benigno. No Brasil, são menos de 15 casos por ano. Desenvolve-se de forma maligna em alguns casos mais raros ainda - de acordo com a Associação Médica Brasileira, apenas 1% dos casos de teratoma é maligna, ou seja, 99% de benigno.

Porque cisto no ovário engorda? ›

Cisto no Ovário engorda? O que acontece é que o cisto no ovário pode provocar aumento do volume abdominal, quando muito grande, o que dá a sensação de ganho de peso. As alterações hormonais causadas pelo cisto também podem facilitar o ganho de peso.

Quais são os sintomas do cisto dermoide? ›

Embora sejam normalmente assintomáticos, em alguns casos o cisto dermoide no ovário pode provocar dor ou aumento do volume abdominal, hemorragia uterina anormal ou rompimento, que embora seja raro, pode ocorrer inclusive durante a gravidez.

Quem tem teratoma menstrua? ›

O teratoma não tem relação direta com atraso menstrual. Teratoma é um tumor germinativo formado por um ou mais tecidos embrionários, geralmente encontrado no ovário ou testículos em adultos e na região sacrococcígea em crianças.

Qual a chance de um teratoma ser maligno? ›

O teratoma é considerado um tumor raro, quase sempre benigno. No Brasil, são menos de 15 casos por ano. Desenvolve-se de forma maligna em alguns casos mais raros ainda - de acordo com a Associação Médica Brasileira, apenas 1% dos casos de teratoma é maligna, ou seja, 99% de benigno.

Qual o valor de uma cirurgia para retirada de teratoma? ›

O valor do procedimento varia de acordo com o hospital e características do paciente. Em geral, essa cirurgia pode custar entre 10 e 60 mil reais.

Como diagnosticar teratoma? ›

Diagnóstico. Teratomas são facilmente identificados em ultrassonografias, que é a forma mais simples de diagnóstico da doença. Para situações duvidosas de identificação dos teratomas podem ser feitos exames de imagem mais complexos, como ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

Quando operar um teratoma? ›

Sim, toda vez que há a suspeita de teratoma de ovário é necessário a cirurgia. Isso porque existe uma suspeita através de exames de imagem como ressonância magnética ou ultrassom de que seja um tumor benigno de ovário, como o teratoma, mas o diagnóstico definitivo, só com a cirurgia.

Porque teratoma tem dente e cabelo? ›

Teratoma pode ter dentes, cabelos e até unhas

Ele acontece por uma diferenciação de parte das células dos ovários, chamadas de germinativas, que se proliferam de forma desordenada e, quando maligno, corresponde a um câncer de ovário e exige tratamento específico.

Quem tem teratoma pode fazer academia? ›

Massas pélvicas acima de 6 cm de diâmetro estão sujeitas à torção levando a um quadro de dor abdominal aguda com necessidade de cirurgia de urgência, por isso NÃO se deve realizar exercícios pois pode facilitar a torção.

Qual o valor de uma cirurgia para tirar um cisto no ovário? ›

Honorários médicos normalmente em torno de 5 a 6 mil reais. A depender do caso do paciente, aqui no nosso estado (Piauí), custa em torno dos R$ 7500,00 já incluido internação, equipe de cirurgia e anestesista.

Qual o tratamento para cisto dermoide no ovário? ›

O tratamento é cirúrgico e visa confirmar a benignidade da lesão no ovário, evitar que o crescimento da lesão danifique ainda mais o seu ovário e melhorar sintomas como dor pélvica. Não existe tratamento medicamentoso para o cisto dermoide. O tratamento sempre é cirúrgico.

O que é um teratoma no ovário? ›

O teratoma cístico ovariano maduro constitui neoplasia derivada de células germinativas e apresenta tecidos bem diferenciados provenientes dos três folhetos embrionários. É comum em mulheres jovens, sendo freqüentemente unilateral.

Quem tem teratoma no ovário pode engravidar? ›

Em relação a fertilidade feminina, o teratoma no ovário não impede a mulher de engravidar. Entretanto, recomenda-se retirar o teratoma antes de engravidar. Isso porque as alterações hormonais do período gestacional podem estimular o crescimento do tumor e colocar a gravidez em risco.

Porque cisto no ovário engorda? ›

Cisto no Ovário engorda? O que acontece é que o cisto no ovário pode provocar aumento do volume abdominal, quando muito grande, o que dá a sensação de ganho de peso. As alterações hormonais causadas pelo cisto também podem facilitar o ganho de peso.

O que causa cisto dermoide no ovário? ›

Devido às alterações hormonais da gravidez, o cisto dermoide pode crescer rapidamente desde que tenha receptores de estrogênio e progesterona.

Quem tem teratoma pode tomar anticoncepcional? ›

O anticoncepcional não trata o teratoma e nenhum outro cisto do ovário. Nunca inicie ou troque uma medicação anticoncepcional sem a ajuda do seu médico. Nem todas as mulheres podem usar qualquer anticoncepcional. Essas medicações podem estar associadas a eventos graves como trombose.

O que é um tumor benigno? ›

Os tumores benignos são constituídos por células bem semelhantes às que os originaram e não possuem a capacidade de provocar metástases. Já os malignos são agressivos e possuem a capacidade de infiltrar outros órgãos. Por definição tumores malignos são câncer.

Videos

1. Teratoma e outros tumores de células germinativas
(Jezreel)
2. SEM FILTRO - TUMOR (TERATOMA) NOS OVÁRIOS
(Luiza Goulart)
3. TERATOMA NO OVÁRIO
(Mamãe Genial)
4. Tipos de Cisto no Ovário e Quando devemos fazer cirurgia
(Dra. Camila Bonacordi)
5. O que é Teratoma no ovário?
(Naturais - Cura Natural)
6. CISTO NO OVÁRIO: OS 5 TIPOS QUE TODOS PRECISAM SABER.
(Michel Palheta)
Top Articles
Latest Posts
Article information

Author: Melvina Ondricka

Last Updated: 01/16/2023

Views: 6050

Rating: 4.8 / 5 (48 voted)

Reviews: 95% of readers found this page helpful

Author information

Name: Melvina Ondricka

Birthday: 2000-12-23

Address: Suite 382 139 Shaniqua Locks, Paulaborough, UT 90498

Phone: +636383657021

Job: Dynamic Government Specialist

Hobby: Kite flying, Watching movies, Knitting, Model building, Reading, Wood carving, Paintball

Introduction: My name is Melvina Ondricka, I am a helpful, fancy, friendly, innocent, outstanding, courageous, thoughtful person who loves writing and wants to share my knowledge and understanding with you.